Geociências é distinguida por diferentes instituições!

Publicado por em 03/04/2017 in Notícias - Geral

Geociências é distinguida por diferentes instituições!

O Instituto de Geociências (IG) tem recebido importantes distinções nos últimos meses. O Capítulo Estudantil da Unicamp, junto à Sociedade de Geociências e Sensoriamento Remoto (em inglês Geoscience and Remote Sensing Society – GRSS), acaba de ganhar uma placa do Institute of Eletrical and Electronics Engineers (IEEE). Foi um reconhecimento à sua excelência pelas atividades realizadas no instituto em 2016. Esse Capítulo é uma associação de estudantes sem fins lucrativos que iniciou atividades em 2010 na Universidade, filiado ao ramo do IEEE. A atual presidente do Capítulo é a pós-doutoranda Rosa Correa Pabón.

Além disso, Saeid Asadzadeh, aluno de doutorado do IG, recebeu há pouco um prêmio da American Association of Petroleum Geologists Foundation, em decorrência de seu projeto de tese. O doutorando iraniano propõe no seu trabalho uma nova abordagem para promover a detecção direta de petróleo exposto na superfície terrestre. Leia texto sobre o assunto no Jornal da Unicamp.

Já o doutorando João Gabriel Motta foi contemplado com uma bolsa sanduíche da Embaixada da Austrália para estudar na Monash University, em Melbourne. Sua viagem está marcada para o mês de junho próximo, onde permanecerá pelo período de três meses. Lá o doutorando prosseguirá sua pesquisa sobre prospecção mineral. Deve investigar formas de avaliar a utilidade efetiva de dados do campo gravitacional terrestre, obtidos via satélite, na descoberta de novos depósitos minerais, o que facilitará a tomada de decisões sobre investimentos em novas áreas e o gerenciamento de riscos exploratórios.

Ele integrará o grupo de estudos “Structural geophysics”, acompanhado pelo professor da Monash Peter Betts, com o qual discutirá seus resultados atuais de pesquisa e empreenderá o desenvolvimento de novas abordagens e resultados comparando ambientes hospedeiros de mineralizações do tipo IOCG no Brasil e no mundo, sob a ótica da geofísica. “Estou muito contente, pois a Austrália, ao lado do Brasil e do Canadá, tem as minerações de maior expressão econômica e social do mundo”, contou João. Ambos os doutorandos são orientandos do professor Carlos Roberto de Souza Filho, que também é o advisor e sponsor do Capítulo Estudantil GRSS do IEEE da Unicamp.