Estrutura Curricular e Áreas de Pesquisa

O Programa está organizado por semestre letivo e as disciplinas são comuns aos cursos de mestrado e de doutorado.

Disciplinas obrigatórias

No primeiro semestre é oferecido um conjunto comum de 3 disciplinas básicas e obrigatórias e no segundo semestre a disciplina de metodologia de pesquisa; tais disciplinas devem ser cursadas por todos os alunos. São elas:

CT010 – Introdução à Política Científica e Tecnológica

CT122 – Estudos Sociais da Ciência e da Tecnologia

CT140 – Economia Política da Ciência e da Tecnologia

CT130 – Métodos e Técnicas de Pesquisa em Política Científica e Tecnológica

 

Disciplinas eletivas

São responsáveis por organizar os conteúdos que correspondem às Áreas de Pesquisa do DPCT, as quais equivalem, na prática, às Linhas de Pesquisa do PPG. Elas devem ser cursadas pelos alunos a partir do segundo semestre. As Áreas de Pesquisa que orientam a pesquisa e a docência do Programa, assim como as disciplinas eletivas co-relacionadas, são:

 

Área 1 – História e Teorias da Ciência e da Tecnologia

Concentra-se no estudo da dinâmica de produção de conhecimento e das atividades de CT&I, com atenção a uma melhor compreensão do lugar do conhecimento científico e técnico na sociedade. Busca também compreender formas de conhecimento não-científico e as relações deste com o conhecimento científico e tecnológico institucionalizado, as relações entre os fatos científicos, os artefatos tecnológicos, as políticas públicas e os contextos sociais, históricos, materiais e culturais onde estes conhecimentos são desenvolvidos e postos em operação. Temas de pesquisa: Cooperação Internacional em C&T; Dinâmica de Produção de Conhecimento Científico e Tecnológico; Divulgação e Comunicação Científica; Gênero e Ciência; Bibliometria e Cientometria; Controvérsias Científicas e Tecnológicas; Etnografia dos trabalhos em C&T.

Disciplinas eletivas:

CT001 – Sociologia da Ciência e da Tecnologia

CT121 – História Social da Ciência e da Tecnologia

 

Área 2 – Ciência e Tecnologia no Processo de Desenvolvimento

Explora as questões relativas aos processos de geração e difusão tecnológica, com interesse especial as relacionadas a países em desenvolvimento. Tal entendimento passa pela análise dos determinantes técnicos e econômicos da inovação e de seus impactos, dos mecanismos de aprendizagem e difusão tecnológica e das políticas governamentais que afetam a P&D. Temas de pesquisa: Análise da Capacitação em Empresas do Setor Industrial e de Serviços no Brasil; Atividades de P&D em Empresas Nacionais; Estratégias de Atração das Atividades de P&D de Multinacionais; Avaliação dos Impactos Econômicos de Programas Tecnológicos; Indicadores de Inovação Tecnológica; Desenvolvimento Agrícola, Novas Tecnologias e Novas Instituições.

Disciplinas eletivas:

CT123 – Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento

CT124 – Teorias da Inovação Tecnológica e do Progresso Técnico

CT139 – Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Agrícola

 

Área 3 – Estratégias de Ciência e Tecnologia e Atores Sociais

Possui como objetivo a análise das estratégias e formas de atuação dos diferentes atores sociais no campo da C&T – Estado, universidade, empresa, sindicatos, etc., assim como das relações entre eles e dos condicionantes de tais relações. Em particular, orienta-se à Análise Comparativa, Avaliação e Acompanhamento das Políticas Governamentais Globais e Setoriais; Tecnologia Social; Ensino Superior, a Evolução do Papel da Universidade na Sociedade Contemporânea e as Relações Universidade-Empresa.

Disciplinas eletivas:

CT017 – Análise de Política em Ciência e Tecnologia

CT125 – Estado Planejamento em Ciência e Tecnologia

CT135 – Universidade e Sistemas de Ciência e Tecnologia

CT146 – Ciência, Tecnologia e Atores Sociais na América Latina

 

Área 4 – Mudança Tecnológica, Transformações Sociais e Meio Ambiente

Busca explorar as relações entre mudança tecnológica e mudança social. Examinam-se as implicações sociais das atuais tendências do progresso técnico, com ênfase nas questões do emprego, do trabalho e do meio ambiente. São privilegiados problemas como o impacto das novas tecnologias sobre o emprego, a organização do trabalho, as qualificações e sobre o meio ambiente, por meio das seguintes preocupações: Análise dos Impactos das Novas Tecnologias sobre a Educação e sobre a Qualificação da Mão-De-Obra; a Relação Universidade e Movimentos Sociais; Análise de Tecnologias Verdes na Indústria.

Disciplinas eletivas:

CT144 – Mudança Tecnológica e Transformações Sociais: A Questão do Emprego e do Trabalho

CT147 – Meio Ambiente, Tecnologia e Desenvolvimento

CT149 – Ciência, Tecnologia e Movimentos Sociais

 

Área 5 – Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação

Busca constituir uma base de conhecimentos sobre a gestão da inovação em organizações privadas com fins lucrativos e instituições públicas ou semi-públicas que apóiam esforços especializados e direcionados à inovação tecnológica. Esses conhecimentos servem de apoio à consolidação de ferramentas de gestão de processos que envolvem a inovação. Os trabalhos têm se orientado para: Mapeamento de Competências; Avaliação de Resultados e de Impactos de trabalhos de P&D; Inovação Tecnológica em Empresas e Formas Organizacionais para sua Implementação; Reorganização Institucional de Organizações de Pesquisa; Estudos do Futuro – Prospecção Tecnológica e Foresight Institucional; Propriedade Intelectual; Fontes Renováveis de Energia e Sustentabilidade (econômica, social, ambiental).

Disciplinas eletivas:

CT018 – Gestão Estratégica da Inovação na Empresa

CT019 – Instrumentos em Política e Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação

CT148 – Energia, Inovação e Sustentabilidade

 

O Programa oferece, ainda, a possibilidade de que seus docentes ou professores convidados possam ministrar disciplinas de interesse do Departamento sob a designação genérica CT050 – Tópicos Especiais em Política Científica e Tecnológica, algo que tem acontecido com frequência.

 

Ainda sobre a estrutura do Programa, no terceiro semestre, os alunos de mestrado cursam outra disciplina obrigatória – CT091 (Seminários de Dissertação) e os alunos de doutorado a disciplina CT261 (Seminário de Doutorado). No quarto semestre, os alunos de doutorado cursam duas disciplinas obrigatórias: CT262 (Seminário de Tese de Doutorado) e CT241 (Estudos Dirigidos em PCT).

A partir do segundo semestre, os alunos são encorajados a participar do Programa de Estágio Docente (PED), matriculando-se nas disciplinas: CD 002 Estágio Docente I e CD 003 Estágio Docente II.

 

Alunos especiais

O PPG-PCT oferece, desde os anos 80, disciplina para alunos não regularmente matriculados no Programa, ou seja, alunos especiais: CT002 – Ciência, Tecnologia e Sociedade, dado que o DPCT e as disciplinas do Programa sempre foram muito procurados por alunos de outros programas de pós-graduação ou por profissionais sem vínculo com a universidade ou outra instituição de ensino. A partir de meados dos anos 2000, tal disciplina é praticamente um pré-requisito para aqueles que queiram seguir outras disciplinas do PPG-PCT (no máximo outras duas) como aluno especial. Todos os professores do Programa e alguns colaboradores ministram aula e a disciplina é oferecida todos os semestres. Em 2012 foram 19 alunos no 1º semestre e 10 alunos no 2º semestre. A procura, geralmente, ultrapassa a casa dos 30 candidatos.